Notícias

 

 

ACDE – Entidade Prestadora de Apoio Técnico (EPAT)

 

A ACDE assinou, no passado dia 22 de Julho, um Protocolo de Cooperação com o IEFP, passando assim a integrar a rede de Entidades Prestadoras de Apoio Técnico (EPAT).

“Desde 2011 que o IEFP promove e dinamiza a rede EPAT, composta por entidades privadas sem fins lucrativos ou autarquias locais que disponham de serviços para promover o empreendedorismo, devidamente credenciadas para apoiar os destinatários promotores de Projectos de criação de empresas/ micro negócios no âmbito do Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego.

A rede EPAT assume-se como um suporte relevante e essencial nomeadamente na mitigação das fragilidades dos projectos de criação de emprego, quer numa fase antecedente à sua criação, quer na fase de implementação das empresas, contribuindo para a sustentabilidade dos negócios.”

 

Com este protocolo, a ACDE auxilia o IEFP na resposta às iniciativas de empregabilidade no âmbito das medidas e programas de empreendedorismo, estimulando a criação de empresas/ micro negócios sustentados e potenciar, desta forma, o tecido empresarial local e regional.

Apresente-nos a sua ideia de negócio e nós, através deste protocolo, desenvolvemos o Projecto gratuitamente.

 

Mais informações na sede da ACDE ou através dos seguintes contactos:

Ana Afonso | E. Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | T. 266 739 527

Luís Ribeiro | E. Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | T. 266 739 525

 

 

 

 

Estão abertos três concursos para apresentação de candidaturas aos “Vales”, que vão permitir às Pequenas e Médias Empresas contratarem serviços especializados nos domínios da inovação, internacionalização e empreendedorismo.

O objectivo principal deste Sistema de Incentivo às empresas é responder a necessidades específicas, no sentido de aumentar a competitividade.

A ACDE é uma entidade acreditada para a prestação de serviços para a elaboração candidaturas e execução de projectos simplificados – Vales Internacionalização, Inovação e Empreendedorismo.

 

Tipologias:

 

Vale Internacionalização

Projecto de aquisição de serviços de consultoria na área de prospecção de mercado.

 

Vale Inovação

Projecto de aquisição de serviços de consultoria de inovação, abrangendo as actividades de consultoria de gestão, assistência tecnológica, consultoria na área da economia digital, consultoria para aquisição, protecção e comercialização de direitos de propriedade intelectual e industrial e para acordos de licenciamento, consultoria relativa à utilização de normas e serviços de ensaios e certificação.

 

Vale Empreendedorismo

Projectos de aquisição de serviços de consultoria na área do empreendedorismo imprescindíveis ao arranque de empresas, nomeadamente a elaboração de planos de negócios.

 

Podem concorrer a estes três apoios (3 Vales)as Pequenas e Médias Empresas, de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica, desde que cumpram as condições de acesso:

•     Efectuar consulta a pelo menos duas entidades acreditadas, devendo a aquisição de serviços preencher as seguintes condições:

- Serem exclusivamente imputáveis ao estabelecimento do beneficiário onde se desenvolve o projecto;

- Resultarem de aquisições em condições de mercado a terceiros não relacionados com o adquirente;

- Resultarem de aquisições a entidades acreditadas para a prestação do serviço em causa.

•     Não ter outras candidaturas aprovadas ou em fase de decisão;

•     Comprometer-se a apresentar informação, avaliando o serviço prestado pela respectiva entidade acreditada.

 

Os vales funcionam como cheques ou vouchers que financiam até 75% a contratação dos serviços especializados, com um limite máximo de 15.000€ de apoio, através de subsídio não reembolsável.

 

O período para apresentação de candidaturas aos três Vales decorre entre 15 de Maio de 2015 e 31 de Março de 2016, compreendendo 5 fases consecutivas.

Para mais informações não hesite em contactar-nos:

Ana Afonso | E. Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | T. 266 739 527

Luís Ribeiro | E. Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | T. 266 739 525

 

 

 

A Associação Comercial do Distrito de Évora (ACDE) irá promover um projecto conjunto no âmbito da Medida “Comércio Investe”.

 

Esta medida visa a modernização e a revitalização da actividade comercial promovida pela ACDE em conjunto com 10 a 30 Empresas com Estabelecimento localizado no Centro Histórico de Évora.


O prazo de candidatura decorre até 13 de Abril de 2015, sendo que necessitamos que os interessados se manifestem preferencialmente até ao dia 8 de Abril.

 

 

 

Para quaisquer esclarecimentos pode contactar-nos através dos seguintes contactos:

Ana Afonso | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | Tel. 266 739 527
Luís Ribeiro | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | Tel. 266 739 525

 

Downloads:

Folheto Informativo

Resumo da Medida "Comércio Investe"

Portaria nº 236-2013

 

 

 

Já entrou em vigor uma nova fase da Medida “Comércio Investe”, que se insere no âmbito do Fundo de Modernização do Comércio.

Esta medida visa a modernização e a revitalização da atividade comercial através de projetos individuais  (apresentados por Empresas) e / ou de projetos conjuntos  (promovidos por Associações Comerciais e que englobam várias Empresas).

prazo de candidatura decorre até dia 27 de março de 2015, para os projetos individuais, e até 13 de abril de 2015, para os projetos conjuntos.

 

Aspetos gerais da Medida (para uma informação mais detalhada ver o Regulamento e Despacho):

  • Beneficiários: Micro e Pequenas Empresas (até 9 trabalhadores), de comércio a retalho tradicional e de proximidade, com área de venda inferior a 500m2 e com CAE principal na divisão 47 (com algumas exceções);
  • Condições de elegibilidade:
  1. Assegurar fontes de financiamento de pelo menos 20% do montante elegível através de Capitais Próprios;
  2. Executar o Projeto no máximo de 12 meses;
  3. Investimento mínimo de 15.000€ para projetos individuais e 5.000€, por empresa, para projeto conjunto;
  • Despesas elegíveis:
  1. Aquisição de equipamentos e software para suporte à atividade comercial;
  2. Aquisição de equipamentos e mobiliário que se destinem a áreas de venda ao público;
  3. Aquisição de equipamentos, software e conceção de conteúdos destinados à criação ou dinamização da presença na Internet;
  4. Despesas com assistência técnica específica;
  5. Despesas inerentes à certificação de sistemas, produtos e serviços no âmbito do sistema português da qualidade;
  6. Despesas com a criação e proteção da propriedade industrial;
  7. Requalificação da fachada, remodelação da área de venda ao público no interior do estabelecimento, e aquisição de toldos ou reclamos para colocação no exterior do estabelecimento;
  8. Estudos, diagnósticos, conceção de imagem, projetos de arquitetura e das especialidades e processo de candidatura;
  9. Intervenção de Técnico Oficial de Contas (TOC) ou Revisor Oficial de Contas (ROC)
  • Incentivos para Empresas:
  1. Projeto individual: Incentivo não reembolsável, correspondente a 40 % das despesas elegíveis, não podendo ultrapassar o valor de 35.000€ (possibilidade de majoração em 5%)
  2. Projeto coletivo: Incentivo não reembolsável, correspondente a 45% das despesas elegíveis para as empresas aderentes, não podendo ultrapassar o valor de 20.000€ para cada empresa aderente (possibilidade de majoração em 10%)

 

Neste momento a ACDE encontra-se a captar empresas interessadas em se candidatarem a projetos individuais, estando ao mesmo tempo a fomentar ideias para um projeto conjunto que oportunamente será divulgado.

 

Como tal, se for do seu interesse apresentar uma candidatura a esta Medida, contacte-nos que nós elaboramos a sua candidatura e prestamos todo o apoio.

 

Não desperdice esta oportunidade de desenvolver o seu negócio usufruindo de apoios comunitários.

 

Caso possua alguma dúvida, não hesite em contactar-nos!

E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Telefone: 266739525 / 27

 

 
 
A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) disponibiliza desde junho um novo serviço no Portal das Finanças (www.portaldasfinancas.gov.pt), denominado “e-balcão”, canal de atendimento eletrónico rápido e seguro e que visa satisfazer com maior celeridade e qualidade os pedidos e solicitações apresentados pelos contribuintes. 
 
O «e-balcão» é acessível clicando em «outros serviços» da área reservada do contribuinte/sujeito passivo no Portal das Finanças, admitindo pedidos de informações e esclarecimentos sobre cobranças/reembolsos, e-fatura, impostos ( IMI, IMT, Selo, IRC, IRS, IVA), justiça tributária, registo do contribuinte e o próprio Portal, admitindo a anexação de ficheiros em vários formatos.
 
link:  https://www.portaldasfinancas.gov.pt/pf/html/eBalcao.html
 
 
A AT tem igualmente ao dispor dos contribuintes uma linha de atendimento telefónico para facilitar a obtenção de esclarecimentos, apoio e acompanhamento, em questões tributárias e aduaneiras e, também, de ajuda relacionada com os serviços on-line, disponibilizados no Portal das Finanças.
 
 
O nº único 707 206 707 está disponível nos dias úteis, das 08h30 às 19h30 para a opção 1 (SERVIÇOS TRIBUTÁRIOS) e das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 para a opção 2 (SERVIÇOS ADUANEIROS E IMPOSTOS ESPECIAIS DE CONSUMO), importando o custo da chamada em € 0,10 + IVA, por minuto, da rede fixa e em € 0,25 + IVA, por minuto, da rede móvel (faturação ao segundo após o 1º minuto)
 
 
O serviço de atendimento telefónico visa prestar esclarecimentos sobre assuntos tributários e aduaneiros de reduzida complexidade, devendo questões mais complexas ou que envolvam explicitações mais pormenorizadas, bem como sobre a evolução de processos específicos, ser colocadas por outro meio, como correio eletrónico para a área do imposto correspondente, ou para a área funcional que considere mais ajustada.
 
Os endereços de correio eletrónico, moradas e telefones dos serviços da AT constam também da mesma área reservada do Portal.
 
 
06/08/2014
 

Pág. 2 de 4

<< Início < Anterior 1 2 3 4 Seguinte > Fim >>