• 266 739 520
  • geral@acde.pt

Contabilidade organizada vs regime simplificado. Qual o certo para si?

Contabilidade organizada vs regime simplificado. Qual o certo para si?

 

Contabilidade Organizada

Trata-se de tributar rendimentos oriundos de uma actividade comercial ou negócio: para quem tem uma sociedade anónima, por quotas ou em nome individual; ou para quem é um profissional liberal, ou empresário em nome individual.

E quais são as vantagens?

1. Reduz os encargos com a profissão;

2. Há mais rigor e eficiência na forma de apurar o lucro ou o prejuízo – ideal para negócios grandes e mais complexos;

3. Podem deduzir-se no IRS despesas: do pagamento do técnico oficial de contas; com material informático e do local físico da empresa (como rendas, empréstimos, manutenção, etc.); com o automóvel (deslocações, combustível, entre outros); com estadias (para viagens de trabalho); e mesmo multas. Nota: neste regime, deve preencher-se o Anexo C do IRS.

E as desvantagens?

1. O custo mensal de validação da documentação por um técnico oficial de contas.

Regime Simplificado

O regime simplificado é a forma de tributação automática que as finanças atribuem a um profissional liberal ou empresário em nome individual quando inicia actividade. No entanto, o mesmo apenas se mantém se os rendimentos do negócio forem inferiores ou iguais a 200 mil euros.

No que concerne a reduções do IRS, com o regime simplificado, mais ou menos, 75% do rendimento declarado é tributado. Os restantes 25% são livres de impostos, pois contam como “encargos específicos da actividade”, e não são declarados ao IRS. Falo de despesas como: aquisições de bens e serviços, estadias e deslocações – relacionadas com a actividade. Nota: neste regime, deve preencher-se o Anexo B do IRS.

Fonte: https://www.economias.pt/regime-simplificado-vs-contabilidade-organizada-no-irs/

Acde
acde

Contacte-nos