• 266 739 520
  • geral@acde.pt

Passagem a efetivo: tudo o que precisa saber

Passagem a efetivo: tudo o que precisa saber

PASSAGEM A EFETIVO: TUDO O QUE PRECISA SABER

A passagem a efetivo dá-se assim que um contrato de trabalho a termo excede o prazo de duração ou o número de renovações permitidas.

Ao fim de um certo período de tempo ou de um certo número de renovações, o contrato a termo passa a ser sem termo, verificando-se a passagem a efetivo do colaborador.

Uma outra situação em que tal acontece é no contexto de um contrato de trabalho a termo incerto em que o trabalhador continue em atividade após a data de caducidade indicada na comunicação da empresa, ou, caso esta seja inexistente, decorridos 15 dias após a verificação do termo.

RENOVAÇÃO AUTOMÁTICA DO CONTRATO, COMO ACONTECE?

Se não acordou nada com a sua entidade patronal no que diz respeito ao prolongamento do vínculo laboral, não se preocupe: o seu contrato dever-se-á transformar num contrato sem termo.

Sim, é mesmo verdade: a lei protege os colaboradores, criando um sistema em que, quando as regras do contrato a termo são violadas, este passa a sem termo.

Por exemplo: se nada ficou acordado quanto à renovação do seu contrato a termo, se a data de termo chegou e não foi informado pelo empregador de que não deve continuar na empresa, deverá continuar a trabalhar normalmente, pois o seu contrato renovou-se automaticamente por igual período.

QUANTAS VEZES PODE O CONTRATO SER RENOVADO?

Se o seu contrato de trabalho a termo certo já foi renovado três vezes, saiba que findo o termo, passará automaticamente a efetivo.

O CONTRATO SEM TERMO TEM QUE SER ESCRITO?

Não. O contrato sem termo pode ser celebrado de forma oral ou por escrito, embora a empresa seja obrigada, nas duas situações, a fornecer por escrito algumas informações essenciais, nomeadamente:

  • a identidade de ambas as partes
  • a identificação do local de trabalho
  • o horário
  • a data de celebração do contrato
  • a do início do contrato
  • a categoria profissional do trabalhador e sua caracterização
  • os valores e prazos da retribuição
  • os prazos de aviso prévio no caso de denúncia ou rescisão do contrato.

PORQUE É TÃO COBIÇADA A PASSAGEM A EFETIVO?

Este vínculo traz-lhe um maior grau de estabilidade profissional, permitindo encarar o futuro de forma relativamente mais serena. Um trabalhador a contrato sem termo é mais difícil de despedir, pois o despedimento acarreta mais custos para a organização.

Fonte: http://www.e-konomista.pt/artigo/passagem-a-efetivo/

Acde
acde

Contacte-nos